Mateba, opções veganas em um gostoso “quintal” com horta urbana na Vila Madalena

Mateba oferece aconchego ao misturar horta, lojinha de produtos artesanais e experiência gastronômica delicada opções veganas em um gostoso “quintal” com horta urbana na Vila Madalena. 

Se você gosta de lugares onde, além de tomar um café coado saboroso ou fazer uma refeição delicada, vale a pena se demorar um pouco mais batendo um papo ou apenas dando um tempo na correria do dia-a-dia, pode colocar a Mateba-Cultura da Terra em sua lista. Misto de restaurante, horta urbana e empório, o espaço na rua Mourato Coelho, na Vila Madalena, tem a forte marca do aconchego e deliciosas opções veganas.

O projeto foi criado por  Paula Zomignani e Ian Guedes e está estabelecido a partir de três pilares.  O primeiro diz respeito à lojinha presente no local. Com jeito de empório, traz opções que são resultado de uma cuidadosa curadoria, apresentando produtos que são feitos a partir de processos artesanais e que prezam pela produção em pequena escala, além de  apresentarem sabores ao mesmo tempo surpreendentes e cheios de sutilezas.

Outro pilar da Mateba é a valorização da agricultura urbana e de toda a cultura que envolve o cultivo de alimentos por quem vive na cidade. A horta presente no espaço permite ao visitante ter por perto os aromas de ervas e outros alimentos frescos, como milho e salsão. O local também apresenta calendário de rodas de conversas, cursos e workshops que visam ampliar a compreensão sobre a importância de plantar o próprio alimento e de comprar de produtores locais, dentre outros assuntos associados. Uma forma de enriquecer de conhecimento a experiência do paladar.

 

 

Por último, mas não menos importante, está o café. O espaço serve pratos que utilizam os alimentos produzidos na própria horta, assim como os ingredientes apresentados para venda na lojinha/empório. Além da coerência de todo o conceito, essa ideia permite aos visitantes entrarem em contato com opções gastronômicas variadas e com a experiência da comida fresca, feita com cuidado e repleta de texturas ao mesmo tempo saborosas e pouco convencionais.

A Mateba oferece almoço de terça a sexta-feira, das 12h às 15h, sempre com uma opção vegana, no valor de R$29 – o espaço, porém, fica acessível das 10h às 19h para quem quiser escolher algum produto na loja, tomar um café, relaxar ou mesmo mudar um pouco o ambiente de trabalho. O café coado custa R$7 e a taça de vinho de 200ml, R$18, porém nem todo vinho do mundo é vegano, saiba mais aqui!

Para quem prefere as cervejas artesanais, há opções de R$14 (300ml) e R$19 (480ml), só atenção para algumas cervejas que podem levar mel na composição.

Os pratos variam todos os dias. Tive a oportunidade de experimentar a Salada Verde de entrada – folhas, cenoura, tomate, pepino ao molho vinagrete (pedida separadamente, a versão pequena caprichada tem o valor de R$6); e a Berinjela à parmegiana com molho de tomate fresco da casa e queijo vegano do Galpão Cucina, que é produzido artesanalmente a partir do leite da castanha de caju.

 

 

Para sobremesa, torta vegana de maracujá que leva base de amêndoas, macadâmias e tâmaras, recheio cremoso de mousse de maracujá orgânico coberta com calda de maracujá. Já a torta chocomelo tem base de amêndoas e tâmaras, uma camada de caramelo de amêndoas, recheio cremoso de mousse de cacau, camada de frutas vermelhas orgânicas, e cobertura de calda de chocolate, nibs de cacau e amêndoas laminadas.

 

 

A qualidade dos sabores e o aconchego do lugar deixam aquele gostinho de quero mais. E a Mateba-Cultura da Terra promete se transformar em um daqueles lugares da cidade perfeitos quando o assunto é fazer a si mesmo aquele agrado que só uma boa casa com quintal, horta cheirosa e comida farta e gostosa podem oferecer.

SERVIÇO

Mateba – Cultura da Terra
Mourato Coelho, 1427 – Pinheiros, São Paulo (mapa aqui)

Aos sábados no local sempre eventos com música e comida. O ideal é checar a programação da semana no Instagram, no @mateba_brasil.

 

 

Colaboração para texto: Débora Pinto

 

Avaliação:
Booking.com

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*